Plexo braquial


Sobre o Plexo Braquial


As lesões do plexo braquial são cada vez mais escassas. De uma maneira geral falamos de lesões de plexo braquial obstétrico, que são aquelas que resultam de um trauma no parto, e lesões do plexo braquial do adulto, maioritariamente relacionadas com um trauma agudo.

A estética da mama tem uma história longa retratada desde a antiguidade em quadros e esculturas, ao longo dos séculos a imagem de uma mama perfeita sempre existiu naturalmente em todos nós. Proporcionalidade, simetria, forma, todos nós sabemos avaliar uma mama, mas nem todas as mulheres têm a sorte de ter uma mama perfeita.
A mamoplastia de aumento é a cirurgia indicada para estas mulheres. No fundo reune tudo aquilo que se pretende na cirurgia estética: uma forma mais elegante, alcançar as expectativas das doentes, resultados reprodutíveis.
A cirurgia de aumento mamário é um dos procedimentos mais frequentes da cirurgia plástica. Desde há muitos anos que esta cirurgia é realizada, e com o decorrer do tempo, a técnica e os materiais são cada vez melhores. Neste momento as próteses têm um design muito apurado e são compostas por substâncias da melhor qualidade. Os fabricantes dão uma garantia vitalícia aos seus produtos.

A cirurgia de aumento mamário é um dos procedimentos mais frequentes da cirurgia plástica.Dr. David Rasteiro

De uma maneira geral as prótese mamárias podem dividir-se em dois tipos principais: redondas e anatómicas. Isto tem a ver com a forma da prótese. Numa prótese redonda a superfície é semiesférica, enquanto que numa prótese anatómica, o perfil faz lembrar uma pêra. Qual é a mais indicada? Bem isso é uma pergunta que deve colocar ao seu médico, se bem que de uma maneira geral as próteses redondas preenchem melhor o chamado polo superior da mama e as próteses anatómicas têm uma configuração que permite uma melhor rotação da mama, especialmente no caso da mama um pouco mais mais caída.

As mulheres que estão interessadas sobre esta cirurgia têm normalmente uma informação já muito precisa sobre o procedimento. No entanto convém esclarecer sobre a localização das cicatriz. Existem três opções no geral: o acesso periareolar ( ao pé do mamilo), inframamário (por baixo da mama) e axilar. São três opções que salvo algumas excepções, como por exemplo se se tratar de uma aréola muita pequena , que impede a via periareolar, podem ser utilizadas sempre. A escolha deve ser realizada consoante o desejo da doente e a experiência do cirurgião.

INFORMAÇÕES PRÁTICAS

Duração da cirurgia – 1H30m

Tipo de anestesia – anestesia local com sedação

Cirurgia com recuperação em ambulatório

Tempo de recuperação (até regressar ao trabalho) – 4 dias a 1 semana

Preços e Orçamentos – Clique aqui

Casos Clínicos de Mamoplastia de Aumento

Fotos Antes e Depois da Mamoplastia de Aumento

Como escolher o tamanho ideal para si?

Simule o seu novo decote em 3D antes do dia da cirurgia

Estas malformações são, na maioria das vezes, erros de desenvolvimento embrionário ocasionais. As malformações aparecem isoladas e não são enquadradas em nenhuma doença sistémica.

No entanto, numa pequena percentagem, as malformações podem ser englobadas num síndrome, como é o caso das malformações da mão do Sindrome de Polland.

As lesões do plexo braquial em geral afetam tanto as funções motoras como as funções sensitivas no membro superior comprometido, ou seja, afetam tanto a sensibilidade como a força. Dependendo da gravidade e da extensão da lesão, pode ocorrer uma paralisia parcial ou completa.
A maioria das lesões do plexo braquial em adultos decorre de traumatismo no pescoço e ombro resultantes de acidentes de trânsito, principalmente com motocicletas. O mais frequente é a lesão devido à abertura abrupta do ângulo entre a cabeça e o ombro.

Existem também as lesões de plexo braquial obstétrico, aquelas que afetam os recém-nascidos e resultam de um trauma no parto.

A cirurgia de plexo braquial é uma cirurgia reconstrutiva da rede nervosa que inerva o membro superior. Os objectivos prendem.se com a recuperação das funções básicas da mão, cotovelo e ombro como alimentar-se, pegar num saco ou segurar uma caneta.
Para esta cirurgia recorremos à anestesia geral.
Sim, de pelo menos 3 a 4 dias.
Durante o pós-operatório deve repousar e manter uma imobilização cuidada.
A recuperação da cirurgia do plexo-braquial pode ir até 18 a 24 meses.
Muitas vezes é possível recuperar parte da função do membro superior. A recuperação da locomoção e sensibilidade total em casos selecionados pode ser satisfatória, mas na maioria dos casos é limitada.
A atitude no caso das lesões de plexo obstétrico é, numa primeira fase, expectante e necessita de apoio da fisioterapia intensiva. Só numa minoria dos casos é que haverá lugar a uma cirurgia.
Tem alguma dúvida?
Fale comigo.
Dr. David Rasteiro

Cirurgião Plástico


O seu nome*

O seu email*

Assunto*

Telefone*

A sua mensagem